Assembleia Municipal de Lisboa
*
Audição pública || 9 de Julho, 18.30 || AML
Proposta da Câmara sobre terrenos da antiga Feira Popular já disponível
30-06-2015 AML com Público

Encontra-se disponível neste sítio electrónico a proposta 395/CM/2015, de realização de uma hasta pública para alienação dos terrenos da antiga Feira Popular. Esta proposta terá de ser apreciada pela Assembleia Municipal, que entretanto irá promover uma audição pública sobre esta matéria no dia 9 de julho, no Fórum Lisboa, às 18.30.
Veja o aviso de inscrição AQUI
Inscreva-se para intervir a partir de 8 de Julho AQUI
Veja também a petição 11/2015 sobre o mesmo assunto.
E leia mais abaixo

"Ouvir" o que as pessoas têm a dizer sobre o processo de alienação dos terrenos da antiga Feira Popular é, como sublinha a presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, "o objectivo" da "audição pública" que este órgão vai promover na próxima quinta-feira. As inscrições, limitadas a um máximo de 30, podem ser feitas na véspera, presencialmente ou através da Internet.

A realização desta audição foi aprovada por unanimidade na reunião da assembleia de16 de Junho. A iniciativa partiu da sua presidente, Helena Roseta, que defende que "esta matéria precisa de uma transparência acrescida", depois de tudo o que se passou. "Basicamente o objectivo é ouvir", explica ao PÚBLICO a autarca dos Cidadãos por Lisboa. Helena Roseta diz que o presidente da Câmara de Lisboa estará presente e que vai pedir ao município que faça "uma apresentação sumária" da proposta que tem para os terrenos de Entrecampos, mas frisa que aquilo que se pretende com esta audição "não é carimbar" essa proposta.

"A câmara não tem de responder às tomadas de posição e às críticas, mas pode dar esclarecimentos", adianta a presidente da assembleia. Helena Roseta acredita que desta iniciativa poderão surgir "ideias" que "tenham acolhimento" na proposta camarária e que possam contribuir para o seu "aperfeiçoamento". Na audição, que se realiza às 18h30 de 9 de Julho, no Fórum Lisboa, poderão intervir 30 pessoas, cada uma das quais terá três minutos para falar. As inscrições podem ser feitas na véspera, no edifício da assembleia (entre as 9h30 e as 13h) ou pela Internet (entre as 10h e as 13h). A proposta da câmara, que prevê a realização de uma hasta pública para venda dos terrenos por um valor base de 135,7 milhões de euros, está disponível para consulta no site da assembleia. O documento, que prevê que no local possa ser construída "uma superfície de pavimento acima do solo com um máximo de 143.712 m2", foi aprovado na quarta-feira pela câmara, com a abstenção de toda a oposição.