Assembleia Municipal de Lisboa
*
200 km para pedalar
21-09-2016 Susete Francisco, DN

Câmara pretende que bicicleta seja um meio alternativo de transporte e avança com seis grandes eixos no interior da cidade, acrescentando mais 150 km de ciclovias aos 60 já existentes.

Nos próximos dois anos a cidade de Lisboa deverá atingir os 200 quilómetros de vias cicláveis. Aos actuais 60 quilómetros dedicados às bicicletas vão juntar-se mais 150, que vão atravessar "transversalmente" a capital, em seis grandes eixos. Um passo que cria "uma verdadeira rede de mobilidade", defendeu ontem o presidente da autarquia, Fernando Medina.

Ou seja, às ciclovias que actualmente servem sobretudo como espaço de lazer vão juntar-se novas vias que visam promover a bicicleta a meio alternativo de transporte no interior da cidade. Outra aposta vai para a frente ribeirinha. Lisboa, Oeiras, Loures e Vila Franca estão em "conversas" para efectuar a ligação das ciclovias em toda a beira-rio.

De acordo com as linhas gerais do plano para a mobilidade ciclável, ontem apresentadas pelo vereador das Estruturas Verdes, José Sá Fernandes, a cidade vai ser atravessada por seis eixos principais: o da frente ribeirinha (Marginal), o que vai ligar Benfica ao Braço de Prata, o Eixo Circular Exterior, um quarto, Alcântara-Luz, uma quinta via, que está agora em execução nas obras do Eixo Central, e uma sexta rede, que atravessará os Olivais. A estas vias juntar-se-á uma "rede complementar" cujos contornos Sá Fernandes remete para a apresentação do plano integral, no final do mês de Outubro.

Para já, deixamos link para lisboaciclavel.cm-lisboa.pt onde pode saber mais de forma interactiva.