Assembleia Municipal de Lisboa
*
13-04-2017

A EMEL, Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.M, S.A., é uma empresa local de gestão de serviços de interesse geral que tem por objeto intervir na gestão e operação do sistema de apoio à mobilidade urbana, estacionamento e serviços associados.
Nos termos legais, a Câmara deve apreciar favoravelmente o Relatório e Contas da empresa, a aprovar pela Assembleia Geral, composta pelo Representante único do município, que é o vereador com o pelouro da mobilidade, Manuel Salgado. Ler mais

*
13-04-2017

A EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, E.M., é uma empresa local de gestão de serviços de interesse geral que tem por objeto exclusivo assegurar a universalidade, a continuidade dos serviços prestados e a coesão económica e social na área da cultura, através da gestão de equipamentos culturais e de atividades de promoção de projetos e iniciativas no domínio da cultura.
Nos termos legais, a Câmara deve apreciar favoravelmente o Relatório e Contas da empresa, a aprovar pela Assembleia Geral, composta pelo Representante único do município, que é a vereadora com o pelouro da cultura, Catarina Vaz Pinto. Ler mais

*
13-04-2017

A GEBALIS - Gestão do Arrendamento Social em Bairros Municipais de Lisboa, E.M., S.A. é uma empresa local de promoção do desenvolvimento local que tem como objeto a gestão do arrendamento da habitação social municipal em bairros municipais, nos termos e condições a definir pela Câmara Municipal de Lisboa.
Nos termos legais, a Câmara deve apreciar favoravelmente o Relatório e Contas da empresa, a aprovar pela Assembleia Geral, composta pelo Representante único do município, que é a vereadora com o pelouro da Habitação, Paula Marques. Ler mais

*
13-04-2017

A Lisboa Ocidental, SRU - Sociedade de Reabilitação Urbana, E.M., S.A., é uma empresa local de promoção do desenvolvimento local e regional, que tem como objeto social principal a reabilitação urbana da sua Área de Reabilitação Urbana.
Nos termos legais, a Câmara deve apreciar favoravelmente o Relatório e Contas da empresa, a aprovar pela Assembleia Geral, composta pelo Representante único do município, que é o vereador com o pelouro do Urbanismo e Reabilitação Urbana, Manuel Salgado. Ler mais

*
Anexo ao Orçamento 2016 para a cidade de Lisboa
09-10-2015

Os Instrumentos de Gestão Previsional 2016 da EGEAC - Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural constituem um anexo ao Orçamento 2016 para a cidade de Lisboa, nos termos do art.º 46º da Lei nº. 73/2013, de 3 de Setembro.
A sua aprovação depende da assembleia geral da empresa, cujo sócio único é o município de Lisboa. Ler mais

*
09-10-2015

O Plano de Atividades e Orçamento para 2016 da EMEL – Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, EM, SA, constitui um anexo ao Orçamento 2016 para a cidade de Lisboa, nos termos do art.º 46º da Lei nº. 73/2013, de 3 de Setembro.
A sua aprovação depende da assembleia geral da empresa, cujo sócio único é o município de Lisboa. Ler mais

*
09-10-2015

O Plano e Orçamento 2016 da GEBALIS, Gestão do arrendamento social em bairros municipais de Lisboa, EM, SA, constitui um anexo ao Orçamento 2016 para a cidade de Lisboa, nos termos do art.º 46º da Lei nº. 73/2013, de 3 de Setembro.
A sua aprovação depende da assembleia geral da empresa, cujo sócio único é o município de Lisboa. Ler mais

*
09-10-2015

O Plano 2016 da Lisboa Ocidental SRU, Sociedade de Reabilitação Urbana, EM, SA constitui um anexo ao Orçamento 2016 para a cidade de Lisboa, nos termos do art.º 46º da Lei nº. 73/2013, de 3 de Setembro.
A sua aprovação depende da assembleia geral da empresa, cujo sócio único é o município de Lisboa.
Veja também, em baixo, a apresentação feita à 1ª e 3ª Comissões em 5 de novembro de 2015 Ler mais