Assembleia Municipal de Lisboa
logotipo
Página do Grupo Municipal do Partido Popular (CDS/PP)
A política editorial desta página é da inteira responsabilidade do Grupo Municipal do Partido Popular (CDS/PP)
*
Voto de pesar por Elza Chambel
22-05-2015

Debatido e votado: 22 de Maio de 2015
Aprovado por unanimidade

Elza Maria Pires Chambel nasceu no Rio de Janeiro, Brasil, no dia 10 de Fevereiro de 1936, e faleceu no dia 19 de Maio de 2015, aos 79 anos de idade.

Mulher dedicada ao serviço público, empregou sempre as suas forças no apoio aos mais frágeis da sociedade portuguesa, mudando pela positiva a vida de tantos os que com ela contactaram. Generosa, destemida e perseverante, será para sempre recordada como a “Senhora Voluntariado”.

Nascida no Brasil, fez de Portugal a sua casa, tendo rumado, ainda criança e com a sua família, para Trás-os-Montes, onde viveu a infância e a juventude. Aguerrida e corajosa, lutou pela sua integração plena das mulheres na Função Pública, abriu portas e foi a primeira mulher chefe de divisão em Portugal.

Licenciou-se em Direito pela Universidade de Coimbra e iniciou a sua atividade profissional como Conservadora-notária, em Dezembro de 1961, funções que desempenhou até Agosto de 1969. Contudo, cedo a sua paixão pelas áreas sociais alterou o rumo do seu percurso profissional, levando-a ao exercício de funções nos serviços da Segurança Social. Assim, durante as décadas seguintes, ocupou diversos cargos públicos, tais como Diretora Distrital de Segurança Social de Santarém (1977-1979), Presidente da Comissão instaladora do Centro Regional de Segurança Social do Distrito de Santarém (1979-1983) e Presidente do Conselho Diretivo do Centro Regional de Segurança Social do Distrito de Santarém (1983-1990).

Até se retirar da vida profissional, todo o seu empenho foi dirigido às áreas sociais, com particular incidência nas questões das famílias, tendo desempenhado muitas funções de relevo público, tais como Adjunta do Gabinete do Ministro da Solidariedade e Segurança Social; Comissária regional do Sul da Luta contra a Pobreza e Presidente do conselho de direção dos Serviços Sociais do Ministério do Trabalho e da Solidariedade.

Aposentada em 2002, Elza Chambel dedicou-se em exclusivo ao voluntariado, tendo sido Presidente do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado, desde a sua fundação, em 2006. Foi, depois, a Coordenadora Nacional do Ano Europeu do Voluntariado, em 2011. Através das suas ações de voluntariado, agitou consciências, estendeu a mão a famílias, deu coragem a quem mais dela necessitava. Fez o que tinha de ser feito e, como tal, ajudou na construção de um futuro melhor para muitos portugueses. Alertando para o valor da entreajuda, a Elza Chambel se deve, em grande medida, a relevância que o voluntariado ocupa hoje na sociedade portuguesa.

A sua entrega desapegada ao serviço público e à ajuda aos mais fracos foi marcante e o seu percurso de vida constitui um exemplo nacional de mérito e excelência. Esse percurso, nomeadamente o trabalho realizado no voluntariado, foi justamente distinguido pelo Presidente da República Portuguesa, que a condecorou com a Comenda da Ordem do Mérito, em 2012.

Inspiradora, incansável e de uma bondade inexcedível, Elza Chambel será para sempre recordada pelos sorrisos que despertou naqueles que, necessitados, viviam as suas horas mais negras. Por todos esses momentos, os portugueses estão-lhe gratos e lamentam o seu desaparecimento.

O sincero altruísmo com que conduziu a sua vida e que a elegeu como figura incontornável do voluntariado e da sociedade portuguesa, Elza Chambel deixa uma marca que perdura para além da vida.

Assim, a Assembleia Municipal de Lisboa, reunida em 26 de Maio de 2015, presta homenagem à cidadã, guarda um minuto de silêncio em sua memória e endereça à sua família as mais sentidas condolências.

Lisboa, 22 de Maio de 2015

O Grupo Municipal do CDS-PP

Diogo Moura