Assembleia Municipal de Lisboa
*
41ª Reunião - 16 de Setembro
BREVES
17-09-2014 AML

Para saber o que mais se destacou e discutiu na 1ª reunião da Sessão Ordinária de Setembro

  • O presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, negou o interesse do município na concessão das empresas fluviais de transporte Transtejo e Soflusa. "O único conhecimento que o município tem a cerca da concessão da Soflusa e Transtejo foi só pela comunicação social. Ninguém nos transmitiu essa intenção e essa intenção não é partilhada pelo município", disse António Costa. "Uma coisa é assumir a gestão de empresas que operam no concelho de Lisboa e outra assumir a gestão de empresas que operam em outros concelhos".
  • O CDS apresentou uma recomendação para a instalação de sanitário públicos no Cais Sodré. O "carácter de urgência" da instalação deve-se ao "aumento de actividade nocturna", com consequências para a higiene e qualidade de vida, segundo a deputada Maria Luísa Aldim. O CDS alerta que os moradores e turistas têm de suportar "o cheiro nauseabundo dos que utilizaram os recantos como sanitários".
  • Os deputados municipais do PSD pretendiam que a Câmara de Lisboa atribuísse às juntas de freguesia, através de protocolos de delegação de competências, responsabilidades na manutenção da iluminação pública e dos arruamentos, na "pequena remoção do lixo da via pública" e na recolha de monos. A ideia, que não foi aprovada, foi defendida por Luís Newton, presidente da Junta de Freguesia da Estrela, que considerou que a reforma administrativa "trouxe muita confusão" ao nível da "intervenção no espaço público", deixando muitos munícipes sem saber que competências permaneceram na câmara e quais as que foram descentralizadas.
  • Também pelo PSD foi proposta uma outra recomendação, na qual se defendia a construção de um gradeamento em altura em redor do Jardim Nuno Álvares (em Santos) com vista a permitir "a possibilidade de encerramento do jardim entre as 20h e as 8h", foram chumbadas*. Segundo Luís Newton, a ideia era preservar este espaço verde, que foi recentemente requalificado e se localiza numa zona de diversão nocturna, "das investidas que, infelizmente, sofre".