Assembleia Municipal de Lisboa
Área de intervenção do PUA, com o "triângulo dourado" em destaque
Área de intervenção do PUA, com o "triângulo dourado" em destaque
51ª reunião - 2 de dezembro de 2014
Plano de Urbanização de Alcântara aprovado pela Assembleia Municipal
04-12-2014

Consulte AQUI a proposta e a votação.

A Assembleia Municipal aprovou na sua reunião de 2 de Dezembro o Plano de Urbanização de Alcântara (PUA). Este plano vem pôr termo a uma sucessão de incertezas, numa vasta área ao logo do Vale de Alcântara, após realização de estudos hidro-geológicos desenvolvidos pelo Laboratório de Engenharia Civil. O Plano irá permitir pôr em prática as bacias de retenção previstas no Plano de Drenagem da cidade de Lisboa, um investimento público que urge para fazer frente aos riscos de cheia.

Recorde-se que para a zona ribeirinha de Alcântara foram propostos no passado diversos projectos que nunca chegaram a termo, desde o chamado "Alcântara XXI" à proposta do Arq. Jean Nouvel para o "triângulo dourado" (terreno municipal fronteiro à estação de Alcântara) ou à proposta de uma torre do Arq. Siza Vieira, que provocou grande discussão pública nos anos 2000 e também nunca chegou a ver a luz do dia.

O Plano de Urbanização de Alcântara agora aprovado é uma versão simplificada do plano inicial, que incluía uma série de grandes investimentos públicos em acessibilidades ferroviárias e rodoviárias. Após a crise de 2008 e o recuo do investimento público que se lhe seguiu, o faseamento de execução do PUA foi alterado, por forma a dar prioridade às obras mais urgentes, mantendo contudo em aberto o espaço necessário para o caso de, mais tarde, existirem condições para alguns dos investimentos agora impossíveis de realizar.