Assembleia Municipal de Lisboa
75ª reunião AML - 30 de Junho 2015
Solidariedade com a Grécia aprovada mais uma vez pela Assembleia Municipal de Lisboa
02-07-2015 AML, AML

"Além do óbvio merecimento de solidariedade, a Grécia ocupa um lugar primordial na nossa matriz cultural, e tem uma história e uma geografia de vital importância para a Europa no que respeita às soluções para enfrentar os actuais desafios deste continente", lê-se numa das duas moções de solidariedade com a Grécia aprovadas por maioria pela Assembleia Municipal de Lisboa, reunida em 30 de Junho de 2015.

Leia abaixo o resumo das duas moções aprovadas, a que pode aceder na íntegra através do link, e veja ainda em agenda "A crise europeia à luz da Grécia" tema que reúne no nosso Fórum Lisboa - Casa da Cidadania, várias personalidades de todos os quadrantes políticos em sessão pública, esta quinta-feira, 2 de Junho, pelas 21h30.

Resumo das Moções

Reunida em 30 de Junho de 2015, a Assembleia Municipal de Lisboa aprovou por maioria:

  • a Moção 02/75, apresentada pelo BE, intitulada Solidariedade com o povo grego, do seguinte teor:

"A Assembleia Municipal de Lisboa:
1. Manifesta a necessidade de se promover a solidariedade entre os Povos Europeus e o combate à austeridade;
2. Repudia a tomada de posições unilaterais, chantagistas e inflexíveis dos credores internacionais e dos vários governos europeus, incluindo o governo português;
3. Manifesta a sua total solidariedade com o Povo Grego e o respeito pelas decisões que democraticamente tomou e venha a tomar;
4. Apoia a exigência de renegociação das dívidas soberanas a nível europeu, promovendo uma maior solidariedade entre os Povos da Europa e as suas legítimas aspirações de desenvolvimento e progresso;
5. Repudia a posição do Governo da República Portuguesa ao inviabilizar a discussão relativa à renegociação das Dívidas Soberanas."

  • a Moção 04/75, apresentada pelo PAN, intitulada Grécia - Por uma Europa solidária e inteligente, do seguinte teor:

"A Assembleia Municipal de Lisboa delibera:
1. Saudar o povo grego e governo grego pela sua força e coragem demonstrada na luta desigual que têm vivido.
2. Manifestar total desacordo com a posição do governo Português em relação à situação da Grécia.
3. Alertar as instituições europeias para que não cometam o erro de miopia politica ao afastarem a Grécia da zona Euro ou inclui-la mas obrigando-a a um agravamento da política ineficiente de austeridade, com consequências graves para o futuro de toda a Europa, do ponto vista da solidariedade e tensões entre países, da política e situação geoestratégica, e também naturalmente da economia.
4. Interagir com os municípios das capitais europeias criando maior volume e eco de solidariedade com o povo grego, pressionando os respectivos governos a aceitar soluções diferentes do dogma instituído da austeridade.
5. Apoiar iniciativas da sociedade civil portuguesa e europeia na contrariando o actual posicionamento das instituições europeias face à situação grega."

Moção aprovada anteriormente

24 de Fevereiro de 2015