Assembleia Municipal de Lisboa
*
Assembleia Municipal de Lisboa lamenta perda de vidas em incêndio na Mouraria.
08-02-2023 https://www.cmjornal.pt/sociedade/amp/assembleia-municipal-de-lisboa-lamenta-perda-de-vidas-em-incendio-na-mouraria

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou esta terça-feira, por unanimidade, votos de pesar do PEV e do PAN pelas vítimas do incêndio num prédio na Mouraria, em que morreram duas pessoas, e que expôs falhas no acolhimento de imigrantes.

"Esta tragédia terá posto a nu as condições de habitação de uma população fragilizada, maioritariamente composta por estrangeiros, muitos dos quais não dominam com fluência a língua portuguesa", lê-se no voto de pesar do PEV, subscrito também por PCP, BE, Livre, Iniciativa Liberal, MPT e dois deputados independentes do Cidadãos Por Lisboa (eleitos pela coligação PS/Livre).

Também o voto de pesar do PAN refere que este incêndio num prédio na Mouraria, além de ter provocado vítimas mortais, expôs também a realidade de alguns imigrantes em Lisboa: "Como se de um filme dramático se tratasse, todos assistimos às imagens de um rés-do-chão onde viviam 22 pessoas, sem espaço, num amontoado de colchões e beliches onde a dignidade humana ficou à porta".

Na noite de sábado, um incêndio deflagrou num prédio na Rua do Terreirinho, no bairro da Mouraria, provocando dois mortos, um homem de 30 e um jovem de 14 anos, ambos de nacionalidade indiana, e 14 feridos, todos já com alta hospitalar.

Segundo a Proteção Civil de Lisboa, o incêndio afetou 25 pessoas, 24 residentes e um não residente, deixando 22 desalojados. A mesma fonte indicou que viviam no edifício dois cidadãos de nacionalidade belga, dois argentinos, dois portugueses, três bengalis e 15 indianos.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, falou com Carlos Moedas na mesma noite para se inteirar da situação, lamentando igualmente a perda de vidas.