Assembleia Municipal de Lisboa
Voto 077/04 (CDS-PP/ PPM) - Saudação - 76º Aniversário do Coro do Teatro Nacional de São Carlos
02-07-2019

Agendado: 2 de Julho de 2019
Debatido e votado: 2 de Julho de 2019
Resultado da Votação: Aprovado por unanimidade
Ausência de um Deputado(a) Municipal Independente da Sala de Plenário
Passou a Deliberação: 307/AML/2019
Publicação em BM: 6º Suplemento BM 1324

VOTO DE SAUDAÇÃO
76º ANIVERSÁRIO DO CORO DO TEATRO NACIONAL DE SÃO CARLOS

Fundado em 1943 sob a direcção de Mario Pellegrini, o Coro do Teatro Nacional de São Carlos tem sido, ao longo do tempo, um elemento em destaque na cultura portuguesa através do extenso e rico repertório operístico e de oratória.

Participa nas temporadas da Companhia Portuguesa de Ópera (1962-75), sediada no Teatro da Trindade e obtém o Prémio de Música Clássica conferido pela Casa da Imprensa. Participa em estreias mundiais de autores portugueses, casos de Fernando Lopes Graça (D. Duardos e Flérida) e António Victorino d'Almeida (Canto da Ocidental Praia). Em 1980 é criado um primeiro núcleo coral a tempo inteiro, sendo a profissionalização do Coro consumada em 1983, sob a direcção de Antonio Brainovitch.

Sob a direcção de Gianni Beltrami (1985), beneficiando de condições de trabalho inéditas no país, tem as seguintes participações: Oedipus Rex (Stravinski); Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny (Weill); Kiú (De Pablo); L'Enfant et les Sortilèges (Ravel); Dido and Aeneas (Purcell) e Grande Messe des Morts (Berlioz), em Turim, a convite da RAI.

Após a morte de Gianni Beltrami é nomeado o primeiro director português: João Paulo Santos sendo de sua responsabilidade os êxitos como: Mefistofele (Boito); Blimunda e Divara (Corghi); Sinfonia n.º 2 (Mahler), com a Orquestra da Juventude das Comunidades Europeias; Die Schöpfung (Haydn); Faust e Requiem (Schnittke); Perséphone e Le Rossignol (Stravinski); Evgeni Onegin (Tchaikovski); Les Troyens (Berlioz); Missa Glagolítica (Janácek); Tannhäuser e Die Meistersinger von Nürnberg (Wagner); e Le Grand macabre (Ligeti). Com o Requiem de Verdi o Coro desloca-se a Bruxelas, no quadro da Europália (1991).

No âmbito da Expo-98 actuou no concerto de encerramento. O conjunto tem actuado sob a direcção de algumas das mais prestigiadas batutas, tais como Antonino Votto, Tullio Serafin, Vittorio Gui, Carlo Maria Giulini, Oliviero de Fabritiis, Otto Klemperer, Molinari-Pradelli, Franco Ghione, Alberto Erede, Alberto Zedda, Georg Solti, Nello Santi, Nicola Rescigno, Bruno Bartoletti, Heinrich Hollreiser, Richard Bonynge, García Navarro, Wolfgang Rennert, Rafael Frühbeck de Burgos, Franco Ferraris, James Conlon, Harry Christophers, Michel Plasson e Marc Minkowski, entre outros. Também foi dirigido em óperas e concertos pelos mais importantes maestros portugueses, com destaque para Pedro de Freitas Branco.

O Coro do TNSC é elogiado e admirado por maestros e cantores de craveira internacional pela qualidade do seu reportório lírico e pela correcção e capacidade de adaptação a línguas estrangeiras, sendo normal, para além do usual italiano, alemão, latim, inglês ou francês, cantar, com a mesma facilidade, reportórios em línguas eslavas e orientais.

O actual período sombrio vivido pelos trabalhadores e pela própria instituição do Teatro Nacional de São Carlos não pode empalidecer a grandiosidade da obra do Coro do TNSC nem fazer esquecer a excelência lírica e o alto profissionalismo artístico de todos os que passaram ou ainda integram o Coro.

Assim, os Grupos Municipais do CDS-PP e PPM propõem à Assembleia Municipal de Lisboa, reunida a 2 de Julho de 2019, que:
Por ocasião do seu 76º aniversário, aprove um voto de saudação ao Coro do Teatro Nacional de São Carlos e a todos os cantores, maestros e directores e equipas que, ao longo do tempo, contribuíram e trabalharam para elevar a qualidade do panorama lírico português.
Mais delibera remeter o presente voto à OPART, à Direção do Teatro Nacional de São Carlos e ao Coro.

Lisboa, 1 de Julho de 2019

Pelo Grupo Municipal do CDS-PP Pelo Grupo Municipal do PPM

Diogo Moura Aline Hall de Beuvink

Documentos
Documento em formato application/pdf Voto 077/04 (CDS-PP/ PPM)135 Kb
Documento em formato application/pdf 6º Suplemento BM 1324654 Kb