Assembleia Municipal de Lisboa
Voto 094/02 (2 IND) - Saudação a Greta Thunberg e aos activistas pelo combate às alterações climáticas
10-12-2019

Agendado: 10 de Dezembro de 2019
Debatido e votado: 10 de Dezembro
Resultado da Votação: Deliberado por pontos:
Ponto 1 Aprovado por maioria com a seguinte votação: Favor: PS/ PCP/ BE/ PAN/ PEV/ Deputados(as) Municipais Independentes: António Avelãs, Elizete Andrade, Eduardo Viana, Paulo Muacho, Pedro Mendes, Raul Santos e Teresa Craveiro - Contra: PPM/ 2 DM CDS-PP/ Deputado Municipal Independentes Rodrigo Mello Gonçalves - Abstenção: PSD/ MPT/ 4 DM CDS-PP/ Deputados(as) Municipais Independentes Joana Alegre e Rui Costa
Pontos 2 e 3 Aprovados por maioria com a seguinte votação: Favor: PS/ PSD/ PCP/ BE/ PAN/ PEV/ MPT/ Deputados(as) Municipais Independentes: António Avelãs, Elizete Andrade, Eduardo Viana, Joana Alegre, Paulo Muacho, Pedro Mendes, Raul Santos, Rui Costa e Teresa Craveiro - Abstenção: CDS-PP/ PPM/ Deputado Municipal Independente Rodrigo Mello Gonçalves
Ausência da Deputada Municipal Independente Ana Gaspar da Sala de Plenário nestas votações
Passou a Deliberação: 511/AML/2019
Publicação em BM: 9º Suplemento ao BM nº 1348, de 19.12.2019

*Voto de saudação a Greta Thunberg e aos activistas pelo combate às alterações climáticas
*
Considerando que vivemos em plena emergência climática, já declarada por Lisboa no dia 9 de Outubro passado no âmbito do Fórum Mundial de Autarcas C40;

Assumindo a necessidade de um movimento de massas à escala global para combater as alterações climáticas, não só no âmbito da mudança de comportamentos individuais mas também como exercício de pressão sobre representantes eleitos, governos e grandes empresas, com vista à implementação de políticas verdes de grande abrangência;

Reconhecendo que a activista Greta Thunberg, uma jovem sueca de apenas 16 anos, liderou a criação de um movimento com esse âmbito, ao iniciar a Greve Climática Estudantil que, na sua última edição, a 29 de Novembro passado, levou às ruas jovens de 157 países diferentes;

Reconhecendo também que incontáveis cidadãos e cidadãs, ativistas e associações travam este combate há muitos anos e que a sua luta tem tido consequências palpáveis um pouco por todo o mundo;

Reconhecendo ainda que Portugal tem um movimento ambientalista robusto, composto por dezenas de associações e milhares de ativistas que organizam inúmeras ações um pouco por todo o país, realizando-se muitas delas na cidade de Lisboa;

Considerando também que a sociedade civil está mobilizada para este combate, materializando-se isso numa maior adesão aos vários movimentos ambientalistas existentes e num reforço dos partidos com agendas marcadamente ecologistas em eleições recentes;

Considerando ainda que Lisboa se tem assumindo como uma cidade na vanguarda do combate às alterações climáticas, postura essa reconhecida com a atribuição do prémio Capital Verde Europeia 2020;

Assim, os Deputados Municipais signatários propõem que a Assembleia Municipal de Lisboa, na sua Sessão de 10 de Dezembro de 2019, delibere:

1) Saudar Greta Thunberg pelo seu papel na criação de um movimento mundial de massas em defesa do ambiente e pelo combate às alterações climáticas;
2) Saudar todos os activistas e as associações ambientalistas e ecologistas portuguesas pelo seu trabalho de décadas em prol do ambiente, da proteção da natureza e do combate às alterações climáticas;
3) Enviar a presente deliberação ao Sr. Ministro do Ambiente, aos Grupos Parlamentares e Deputados únicos na Assembleia da República, à Embaixada Sueca em Portugal e às Associações Não Governamentais de Ambiente.

O Deputado Municipal
Paulo Muacho
A Deputada Municipal
Patrícia Gonçalves

Documentos
Documento em formato application/pdf Voto 094/02 (2 IND)45 Kb