Assembleia Municipal de Lisboa
Grupos Municipais
logotipo
Página do Grupo Municipal do Partido Popular (CDS/PP)
A política editorial desta página é da inteira responsabilidade do Grupo Municipal do Partido Popular (CDS/PP)
*
Esclarecimentos relativos à Livraria Municipal de Lisboa
26-01-2016

Exma. Senhora
M.I. Presidente da Assembleia Municipal de Lisboa
Arqª Helena Roseta

Requerimento nº xxx/CDSPPAML/2016

Assunto: Esclarecimentos relativos à Livraria Municipal de Lisboa

Exma. Senhora Presidente,

Considerando que:
Notícias recentes referem para breve o encerramento da Livraria Municipal de Lisboa, fundada pelo presidente Nuno Kruz Abecassis e, por iniciativa do presidente João Soares, a funcionar, desde 1991, nas actuais instalações sitas na Av. da República.

A confirmar-se tal acto lesivo para a cultura da cidade, a par do funcionamento parcial e em instalações provisórias da Hemeroteca de Lisboa e da incúria por que passa a Bedeteca de Lisboa, estamos perante um ataque cerrada às instituições culturais da cidade por parte do actual executivo camarário.

Lisboa já tem, comparativamente com outras capitais europeias um défice de livrarias temáticas, tão apreciadas e úteis a quem ainda se interessa pelos livros, pelo que a Livraria Municipal de Lisboa constitui um local único para estudiosos e curiosos da olisipografia. Ali ainda se encontra um manancial de obras, do melhor que se publicou sobre Lisboa, que não estão à venda em mais nenhum local.

Nesse sentido, o Grupo Municipal do CDS-PP, ao abrigo da alínea f) do nº 1 do artigo 17º e do artigo 73º do Regimento da Assembleia Municipal de Lisboa, vem por este meio requerer a V. Exa. que digne diligenciar, junto da Câmara Municipal, os seguintes esclarecimentos:

  • Confirma-se o encerramento das actuais instalações da Livraria Municipal de Lisboa, sita no nº 21A da Av. da República? Em caso afirmativo já existe data para tal acontecer?
  • A CML tem previsto instalar a Livraria Municipal de Lisboa noutras instalações, mantendo ou ampliando os mesmos serviços?

Lisboa, 25 de Janeiro de 2016

O Deputado
João Diogo Moura